Confira o guia completo da Porsche Império Carrera Cup – Sprint Series

Conheça todos os detalhes do campeonato de curta duração dos carros de corrida mais produzidos no planeta

A Porsche Império Carrera Cup Sprint Series continua nesta sexta-feira (02/08) no Estoril com a realização de quatro corridas, duas pela categoria Carrera 4.0 e outras duas pela Carrera 3.8. Será o único evento da temporada 2019 (e o primeiro dos 15 anos de história da categoria) com as jornadas de sprint e endurance disputadas no mesmo fim de semana.

Como funciona o campeonato de Sprint?
Composto de seis etapas, o campeonato de curta duração da Porsche Império Carrera Cup foi disputado pela primeira vez em 2005. Cada fim de semana tem quatro corridas, duas pela Carrera 4.0 e outras duas pela 3.8. Na quinta etapa da temporada, no Estoril, o evento é casado com a etapa de Endurance e todos treinos e corridas serão disputados no mesmo dia, a sexta-feira. Competidores da classe de entrada pontuam também no subcampeonato GT3 Cup, tanto com os carros de motor 4.0 quanto 3.8.

Como é o sistema de pontos?
Nas duas corridas, os 15 primeiros colocados somam pontos. Na primeira corrida, o vencedor leva 22, enquanto o segundo ganha 20, o terceiro, 18, e os demais, 16, 14, 12, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3 e 2. Na segunda prova, a pontuação do primeiro ao 15º colocado é, respectivamente, de 20, 18, 16, 14, 12, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1.

Quem são os últimos campeões de Sprint nas categorias de cima?
2018 – Werner Neugebauer
2017 – Rodrigo Baptista
2016 – Lico Kaesemodel

Junior Program traz revelações
Maior programa para a formação de pilotos já desenvolvido no Brasil, o Junior Program da Porsche tem diversas fases e premia os vencedores com três bolsas para a temporada da Porsche Carrera Cup 3.8, com o primeiro colocado ganhando uma ajuda de 70% de subsídio, e o segundo e terceiro ganhando 40% cada. Os benefícios atingem a marca de R$ 900 mil. Nos quatro dias em que os candidatos são reunidos, não são levados em conta apenas o desempenho na pista e trabalho com os engenheiros e mecânicos, mas diversos aspectos, como treinamentos físicos e psicológicos e comportamento durante entrevistas e sabatinas com patrocinadores. Diversos pilotos reconhecidos internacionalmente já passaram pelo programa global de formação da montadora alemã: o alemão Timo Bernhard (duas vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans e bicampeão do Mundial de Endurance – WEC – em 2017), o dinamarquês Michael Christensen, o neozelandês Earl Bamber (duas vezes vencedor das 24 horas de Le Mans e campeão do WEC). Entre os 30 integrantes das tripulações da Porsche na última edição de Le Mans, sete eram produtos do Junior Program.

O que é o campeonato “Overall”?
Overall é a competição que soma todos os resultados, combinando os resultados das corridas de Sprint (cada etapa com rodada dupla de 25 minutos mais uma volta) aos de Endurance. Não há descartes de piores resultados para apurar o campeão Overall

Quantas classes no Grid?
A exemplo do campeonato de Endurance, nas provas de Sprint são quatro subcategorias em ação. Todos os carros são os Porsche 911 GT3 Cup, alguns da geração 991/1 e outros da geração 991/2. Os carros da geração mais recente têm motor de 4.0 litros e freios ABS, e, os anteriores, 3.8 litros.
As categorias profissionais são indicadas pelo termo “Carrera Cup” e a respectiva motorização. Nas classes “Pro-Am”, a indicação é GT3 Cup e a motorização.
Assim, vão competir as classes Carrera Cup 4.0, Carrera Cup 3.8, GT3 Cup 4.0 e GT3 Cup 3.8. Cada uma delas tem pódio e pontuação separados.

Todas as classes correm juntas?
No caso do campeonato de Sprint, as classes 4.0 e 3.8 correm separadamente, totalizando quatro corridas nesta sexta-feira.

Tem carro reserva?
Sim. Apesar de o grid da etapa estar com a lotação de 30 carros prevista em regulamento completamente preenchida, a categoria preparou carros reservas para as quatro classes em disputa. Os pilotos podem recorrer a eles apenas em casos de falha mecânica, não de acidentes. Assim, não são prejudicados pela fatalidade de quebras durante os 300 km de disputa.

Como são as tomadas de tempo?
Cada uma das categorias tem sua própria classificação, sendo que primeiramente entram na pista os carros da 4.0. Depois de 15 minutos, os dez primeiros colocados se classificam para a etapa decisiva do treino, na qual os pilotos disputam a pole position em dez minutos. Logo em seguida é realizada a tomada da 3.8, que tem o mesmo formato em duas etapas.

Como funciona a inversão de grid nas corridas 2?
Enquanto o grid das primeiras provas na Carrera Cup 4.0 e na Carrera Cup 3.8 é estabelecido pelos treinos classificatórios, nas segundas corridas há inversão de grid conforme a ordem de chegada das primeiras baterias. O vencedor das primeiras corridas realiza, no pódio, um sorteio para estabelecer se a inversão de grid será a partir do sexto, sétimo ou oitavo colocado.

Como ver a corrida?
Treinos classificatórios e a prova serão exibidos na íntegra na página da Porsche Império Cup no Facebook e em seu canal no Youtube. A prova é exibida também pelo portal Grande Prêmio. Na sexta-feira (02/08), as corridas têm transmissão ao vivo pelos canais Sport TV em Portugal e SporTV no Brasil.

E o palco da etapa em Portugal?
Projetada pelo arquiteto brasileiro Ayrton Lolô Cornelsen, a pista do Estoril possui 4,36 km de extensão e 13 curvas. Construído em 1972, o autódromo recebeu, além da Fórmula 1, 13 edições da MotoGP, entre 2000 e 2012 – incluindo a de 2005, vencida pelo brasileiro Alexandre Barros.

PARCEIROS