Equipe HERO domina grid na etapa final da Endurance Series com pole de Nonô Figueiredo e Gaetano di Mauro

A tomada de tempos para os 500 km de Interlagos, etapa final da Porsche Cup Endurance Series foi, literalmente, uma jornada de heróis. E deu equipe Hero na primeira fila, com a pole do carro #4, de Nonô Figueiredo e Gaetano di Mauro, e o segundo lugar do #27, do trio Ricardo Baptista, Lucas di Grassi e Bruno Baptista.

Com o cronograma dos treinos livres sofrendo atraso durante a tarde, as quatro sessões qualificatórias tiveram início após as 17h, quando grossas nuvens cinzentas já cobriam boa parte do autódromo de Interlagos. Assim, todos trataram de abrir logo suas voltas. Mas o grupo final já enfrentou pista molhada na última metade do quali.

Como em todas as provas de endurance da Porsche Cup, o grid foi determinado pela média dos tempos registrados por dois pilotos de cada carro na classificação.

E como em todas as provas de endurance da Porsche Cup o resultado foi muito parelho -ilustrando a alta competitividade esperada na prova deste sábado. Na classe 4.0 foram nada menos que 13 dos 19 carros inscritos com tempos médios dentro do mesmo segundo.

Outra marca registrada da temporada 2018: os competidores elegíveis para as seletivas nacionais e global do Porsche Junior Program se destacaram em meio aos veteranos. Entre os dez primeiros carros do grid, seis carros tiveram representantes da nova geração classificando (incluindo os três primeiros do grid).

O melhor tempo do dia ficou com o campeão de sprint do ano passado e representante na seletiva global da Porsche em 2017, Rodrigo Baptista. Sua performance foi decisiva para colocar o carro #10, que compartilha com Adalberto Baptista, na pole da classe Sport. O segundo mais rápido foi Nelson Piquet Jr, cada vez mais entrosado com Daniel Schneider no Porsche #5 patrocinado pela Michelin. Eles vão fechar a segunda fila, largando ao lado do melhor carro da Cimed no grid, o #177, de Marcel Coletta e Felipe Fraga. Também patrocinado pela Cimed e com um Coletta e um campeão da Stock Car a bordo, o carro #777, de Murilo Coletta e Marcos Gomes, completa o top5.

Duelistas pelo título de sprint há duas semanas e primeiro e segundo colocados no campeonato de endurance da classe 4.0, os carros #8 e #7 vão largar colados mais uma vez, com a dupla da RCHLO, do campeão das corridas curtas de 2018, Werner Neugebauer, e Sergio Jimenez saindo em sexto. A dupla da Brandt, do pentacampeão Miguel Paludo com o competidor regular da Nascar Justin Allgaier larga em sétimo.

A corrida de 500 km ou 4h30 de duração tem largada agendada para 14h10 deste sábado. O SporTV 3 transmite ao vivo a prova na íntegra, bem como os canais da Porsche Cup Império no Youtube e Facebook e o portal Grande Prêmio. Como nas demais provas de endurance de 2018, as arquibancadas terão público com direito a visitação de box. As entradas custam R$ 30 e estão disponíveis nas bilheterias do autódromo.

A classificação

Com o tempo bastante fechado, teve início o Grupo A da 4.0, e os pilotos entraram rapidamente na pista para marcar seus tempos. Bruno Baptista começou fazendo 1m36s661, seguido por Marcel Coletta. Rapidamente, Gaetano di Mauro baixou para 1m35s334, enquanto Baptista melhorou para 1m35s831 e Enzo Elias fez 1m36s179.

Faltando dois minutos, Marcel Coletta recuperou o segundo lugar, com 1m35s706, e Vitor Baptista entrou no top 5 ao ficar em quarto, com 1m35s876, logo atrás de Miguel Paludo. No fim, Di Mauro ficou mesmo com a primeira posição do grupo. Em relação aos principais postulantes ao título no grupo, Werner Neugebauer ficou apenas em nono, com Lico Kaesemodel em 12º.

Enquanto o chove não molha continuava, a pole position da 4.0 foi definida no Grupo B. Pedro Queirolo fez primeiro o melhor tempo, logo superado por Lucas di Grassi, com 1m35s269. Rodrigo Baptista cravou 1m35s088, mas a pole provisória passou para Nonô Figueiredo, que fez 1m35s686 e melhorou a média da dupla com Gaetano di Mauro.

Faltando dois minutos para o fim, a chuva apertou de vez e definiu a pole position em favor de Nonô e Gaetano, com Di Grassi, Ricardo e Bruno Baptista fechando a primeira fila, Felipe Fraga e Marcel Coletta em terceiro e Nelsinho Piquet e Daniel Schneider em quarto.

Líder do campeonato com Werner Neugebauer, Sérgio Jimenez ainda levou a dupla ao sexto lugar, enquanto Ricardo Zonta conseguiu a décima posição para a parceria com Lico Kaesemodel.

Grid 4.0
1. Nonô Figueiredo/Gaetano di Mauro 1.35.440
2. Ricardo Baptista/Lucas di Grassi e Bruno Baptista 1.35.540
3. Marcel Coletta/Felipe Fraga 1.35.609
4. Daniel Schneider/Nelson Piquet Jr 1.35.682
5. Murilo Coletta/Marcos Gomes 1.35.748
6. Werner Neugebauer/Sergio Jimenez 1.35.843
7. Miguel Paludo/Justin Allgaier 1.36.040
8. Adalberto Baptista/Rodrigo Baptista (S) 1.36.046
9. Pedro Queirolo/Vitor Baptista e Fernando Fortes 1.36.060
10. Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta 1.36.108
11. Rouman Ziemkiewicz/Eloi Khouri (S) 1.36.248
12. Sylvio de Barros/Cacá Bueno 1.36.279
13. Rodolfo Toni/Danilo Dirani (S) 1.36.421
14. Luca Seripieri/Marçal Müller (S) 1.36.444
15. Tom Filho/Rodrigo Mello e João Gonçalves (S) 1.36.451
16. Enzo Elias/Max Papis 1.36.485
17. Eduardo Azevedo/Ricardo Mauricio 1.36.557
18. Dominique Teyssere/Fabio Carbone (S) 1.36.705
19. Carlos Ambrósio/Popó Bueno (S) 1.37.063

PARCEIROS